Notícia | CaradaWeb - Deputado vira réu por comentário homofóbico sobre beijo gay de PM

Plantão
Política

Deputado vira réu por comentário homofóbico sobre beijo gay de PM

Publicado dia 20/04/2022 às 13h46min
Distrital criticou beijo gay dado e postado em formatura da Policia Militar, em janeiro de 2020. A foto teve uma grande repercussão; já são pelo menos 13 processos em tramitação

O Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios (TJDFT) aceitou denúncia contra o deputado distrital Hermeto (MDB). O parlamentar é acusado do crime de homofobia por comentário feito em um grupo de trocas de mensagens em janeiro de 2020.

Na ocasião, Hermeto criticou um beijo entre dois casais gays durante uma formatura da Polícia Militar. O parlamentar, que também é a subtenente da PM, disse que, na época dele, eles seriam expulsos por "pederastia". O termo grego era usado para se referir a relações sexuais entre homens e meninos. No Código Penal Militar, a palavra é usada para designar o crime de praticar atos libidinosos por militares.

"Minha corporação tá se acabando. Meu Deus! São formandos de hoje. Na minha época, era expulso por pederastia", teria dito o deputado.

Hermeto foi denunciado por racismo, que também inclui o crime de homofobia. De acordo com a 1° Vara Criminal de Brasília, há nos autos elementos suficientes para dar início ao processo. 

A defesa do parlamentar ainda alegou foro privilegiado, porém, o TJDFT negou a prerrogativa já que decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), de 2018, estabelece que a prerrogativa de função só existe quando o crime é cometido durante o exercício do cargo e tenha relação com as funções desempenhadas.

Beijo gay

A foto alvo do comentário foi postada pelo então soldado da Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) Henrique Harrison. Na imagem, ele aparece beijando o namorado ao lado de duas amigas lésbicas que também se beijam.

A foto teve uma grande repercussão e Harrison recebeu diversos ataques homofóbicos e chegou a ser repreendido pela corporação após gravar um vídeo sobre o assunto. Em março deste ano, ele decidiu deixar a corporação.

São pelo menos 13 processos em tramitação devido a foto. Em setembro do ano passado, um sargento foi condenado a pagar R$ 5 mil por danos morais a Henrique após ter ameaçado o colega.

Em novembro, um tenente-coronel da reserva foi condenado a pagar R$ 25 mil devido a um áudio em que ele diz que o beijo é "frescura" e "avacalhação".

 
 
Fonte: jORNAL BRAZILIENSE

Mais Populares

ÚLTIMAS Notícias

O nosso futuro se constrói agora.

28 de junho de 2022 às 09:26:16

Horóscopo em 28 de junho de 2022

28 de junho de 2022 às 09:09:43

Senhor do Bonfim - BA: Previsão do tempo

28 de junho de 2022 às 09:01:40

Fale Conosco

Senhor do Bonfim - BA
99144 - 8025 | | 991448025
lajatoba@yahoo.com.br